Cervejaria com 5000 anos na China

Cervejaria com 5000 anos descoberta na China

Partilhar por e-mail










Enviar
57
Partilhas

Foi descoberta recentemente uma cervejaria na China com cerca de 5000 anos.

Arqueólogos encontram ferramentas e equipamentos para fazer cerveja em quartos subterrâneos construídos entre 3400 e 2900 a.C. Entre os equipamentos havia funis, potes e jarros especializados, com formatos e resíduos que sugerem que terão sido usados para ferver, filtrar e armazenar cerveja.

São as instalações do género mais antigas descobertas na China e uma evidência de que estes antigos cervejeiros já utilizavam ferramentas especializadas e técnicas avançadas na produção de cerveja.

Encontraram, por exemplo, um fogão de cerâmica que terá sido utilizado na brassagem da cerveja. A própria natureza subterrânea das instalações seriam importantes para armazenar cerveja e controlar a temperatura de fermentação.

Os equipamentos foram analisados para tentar determinar os ingredientes utilizados na época. Foram encontrados vestígios de cereais locais, plantas e cevada.

O facto de haver vestígios de cevada foi uma grande surpresa para os cientistas. A cevada nunca tinha sido detectada em achados tão antigos na China. Apesar de ser um cereal comum actualmente, ninguém sabe exactamente quando e porque razão chegou àquele país. Poderá ter vindo do antigo Egipto, onde já era utilizado na produção de cerveja. Há quem defenda que terá começado por ser utilizado especificamente na produção de cerveja, mesmo antes de ser incorporado na gastronomia local.

Esta descoberta mostra que os chineses começaram a produzir cerveja ainda mais cedo do que se pensava e que já utilizavam cevada naquela época, tal como no Irão e Egipto, onde também já foram encontradas evidências de produção de cerveja à base de cevada.

 

Deixe uma mensagem!