Corsendonk Agnus

Corsendonk Agnus

Partilhar por e-mail










Enviar
5
Partilhas

Corsendonk Agnus

Produzida por Brouwerij Corsendonk (Bélgica)
Estilo: Tripel
Álcool/vol: 7.5%
"Abbey Pale Ale" nos EUA

O nome Corsendonk refere-se ao Priorado de Corsendonk em Oud-Turnhout, que esteve em operação de 1398-1784, e foi reconstruído em 1968 como um complexo hoteleiro pelos novos proprietários Corsendonk Hotels. Em 1982, no 125º aniversário do município Oud-Turnhout, Jef Keersmaekers, neto de Antonius Keersmaekers – que tinha fundado uma cervejaria em 1906 – foi abordado pelo escritório de turismo local para usar o nome Corsendonk como mais valia de marketing, pela sua associação a uma abadia.

Ele lançou a cerveja Pater Noster, agora conhecida por Corsendonk Pater (ou “Abbey Brown Ale” nos Estados Unidos), e a Agnus Dei, renomeada mais tarde para Corsendonk Agnus (ou “Abbey Pale Ale” nos EUA). Como a cervejaria da família tinha fechado em 1953, o fabrico de todas as cervejas foram adjudicados a outras cervejarias, como a Brasserie Du Bocq, onde é produzida esta Agnus que hoje documento.

Mas passemos da história à prova…

Cerveja dourada, com a turbidez normal de uma cerveja refermentada na garrafa e com umas espuma densa, muito volumosa e muito persistente. Carbonatação bastante viva ao despejar no copo.

O aroma é delicado a malte e a levedura – é agradável e convidativo.

Tem um corpo médio, a tender para o elevado, com uma textura muito aveludada. A carbonatação é elevada, mas complementa em vez de distrair do sabor. O sabor é adocicado, a malte, com um equilíbrio perfeito do lúpulo, que acaba mesmo por ter um destaque ao terminar, deixando um leve amargor que dura alguns instantes na boca. Tem um amargor com apontamentos cítricos, especiarias, notas frutadas e florais – o termo “perfumado” é utilizado na descrição comercial e parece-me muito apropriado -, enfim, um cocktail de sabores que se manifestam harmoniosamente. O sabor do álcool está presente, mas nunca sobressai especialmente. O facto de ter um teor de álcool relativamente baixo para o estilo também ajuda. É muito suave e fácil de beber.

Excelente cerveja. Demonstra muitas das famosas e tradicionais características que fazem parte da identidade de uma boa parte dos estilos belgas. Para mim esta Corsendonk é um exemplo de “Bélgica num copo” e deve ser experimentada.

Corsendonk Agnus

Deixe uma mensagem!