Gouden Carolus Tripel

Gouden Carolus Tripel

Partilhar por e-mail










Enviar
8
Partilhas

Produzida por Brouwerij Het Anker (Bélgica)
Estilo: Tripel
Álcool/vol: 9%

A Gouden Carolus Tripel tem uma curiosa ligação a Portugal: foi originalmente produzida em 1491 para a Ordem do Tosão de Ouro, uma ordem de cavalaria fundada em 1429 por Filipe III, Duque da Borgonha, para celebrar o seu casamento em Bruges com a infanta Isabel de Portugal, filha do rei português D. João I.

A cerveja é produzida com ingredientes nobres de origem belga. São utilizados apenas maltes claros, por isso toda a sua complexidade de sabor e aroma está relacionada com a selecção cuidada dos ingredientes e com o método de produção que não cedeu à industrialização e continua fiel às suas origens.

Aspecto: dourada, espuma abundante, cremosa e relativamente persistente.

Aroma: levedura belga, especiarias, frutos (ocorreu-me banana, pêssego e maçã, embora subtis e subjectivos).

Na boca: sabores de levedura belga; especiarias; frutos, como banana e pêssego; casca de citrino; malte. Começa um pouco doce, mas ao engolir misturam-se o amargor, álcool e gás que quase anulam o doce e equilibram a cerveja. Termina com algum álcool e amargor delicados. Aquece ligeiramente a boca, mas é tão suave que não aparenta ter 9% de álcool.

Já me rendi há algum tempo às cervejas Gouden Carolus e esta é sem dúvida uma das melhores tripel que já bebi. É uma cerveja a não perder por quem aprecia cervejas deste estilo e a experimentar por quem ainda procura a sua tripel de eleição ou nunca experimentou este estilo. É de classe mundial, na minha opinião.

Gouden Carolus Tripel

 

Deixe uma mensagem!