Troubadour Blond

Troubadour Blond

Partilhar por e-mail










Enviar
10
Partilhas

Troubadour Blond

Produzida por Brouwerij The Musketeers (Bélgica)
Estilo: Belgian Ale / Belgian Pale Ale
Álcool/vol: 6,5%

A cervejaria The Musketeers (“Os Mosqueteiros”) foi criada em 2000 por quatro engenheiros cervejeiros recentemente licenciados pela escola de cerveja KaHo St. Lieven, a mais famosa da Flandres. Eram quatro aventureiros, por isso a escolha do nome “mosqueteiros” é óbvia.

O nome da cerveja – Troubadour – significa “trovador” e é inspirado nos jovens que iam de vila em vila e cidade em cidade levando alegria, música, tradições, poesia, história e lendas de outros lugares. Os quatro cervejeiros acreditam que a cerveja Troubadour traz essa mesma alegria e entretenimento aos consumidores de hoje.

Aspecto: dourada, turva, com sedimento (levedura) na base da garrafa; camada média de espuma cremosa e persistente; cria um rendilhado persistente no copo.

Aroma: moderadamente frutada e floral; com presença subtil de especiarias (levedura belga)

Na boca: bastante gaseificada; inicialmente dá a sensação um corpo bastante leve, mas após uns instantes na boca, a cerveja parece ganhar volume e alguma robustez; sabor a especiarias, semelhante ao de tantas outras cervejas belgas de estilo semelhante (não é uma crítica, antes pelo contrário); apesar do malte e lúpulo estarem presentes e desempenharem o seu papel, é a contribuição da levedura estilo belga que brilha; as “especiarias” criadas pela levedura não são intensas, mas captam mais a atenção do que os restantes sabores; termina moderadamente seca, com algum sabor a álcool e algum “picar” do gás na boca.

Fiz uma nota especial para a acção da carbonatação. Apesar de visivelmente não parecer muito activa, é consideravelmente elevada e parece muito bem incorporada no líquido. Quando em contacto com a boca, o gás parece libertar-se e cria a sensação de maior volume e corpo mais cheio. É um efeito interessante que não costumo encontrar noutras cervejas de carbonatação elevada e acho que enriquece a experiência de beber esta cerveja em particular.

Os sabores a especiarias (da levedura) são menos intensas do que em muitas outras cervejas belgas que provei, mas mais do que suficientes para fornecer o carácter esperado. Quem não gostar especialmente do típico perfil da levedura belga talvez aprecie o facto de ser mais subtil nesta cerveja.

Com 6.5% de álcool, não é de todo uma lager de Verão, mas não é pesada e é muito fácil de beber.

Resumindo: saborosa, refrescante, com o indiscutível pedigree belga, mas sem exageros. Recomendo!

Troubadour Blond

Troubadour Blond

 

Deixe uma mensagem!