Álcool pode ajudar pacientes com dor crónica

Álcool pode ajudar pacientes com dor crónica

Num estudo que envolveu pacientes com dor crónica generalizada, os que consumiram frequentemente quantidades de álcool acima da média mostraram níveis mais baixo de incapacidade do que aqueles que nunca ou raramente beberam álcool.

O estudo pretendia analisar os hábitos alimentares de doentes com fibromialgia - uma condição reumática que causa dores e rigidez muscular - como forma de tentar determinar o efeito da dieta nos seus sintomas.

Das 2239 pessoas analisadas, aqueles que beberam entre 21 a 35 unidades de álcool por semana (uma unidade equivale a meio pint britânico, ou 284 ml) tiveram 67% menos probabilidade de sofrer efeitos debilitantes do que aqueles que não tinham bebido.

No entanto, um dos autores do estudo pede que não sejam tiradas conclusões precipitadas destes resultados. O Dr. Gary Macfarlane, que publicou o estudo no jornal médico americano Arthritis Care & Research, disse, “Embora não possamos afirmar que o consumo de álcool causa menor incapacidade em pessoas com dores crónicas generalizadas, a ligação observada merece investigação mais aprofundada.”

Fonte   thedrinksbusiness.com