Cérebro, memória e alcool

O álcool pode ajudar a melhorar a memória

Partilhar por e-mail










Enviar

Apesar de ser de senso comum que beber leva à deturpação da memória, um neurologista explicou que o álcool na realidade poderá ajudar a melhorar a memória em circunstâncias muito específicas.

O Dr Dean Burnett explicou que após algumas bebidas as pessoas conseguem lembrar-se mais rapidamente de memórias perdidas – mas apenas se essas memórias forem de alturas em que também tinham bebido.

“Substâncias como o álcool ou estimulantes ou qualquer coisa que altere a actividade do cérebro, suscitam um estado neurológico específico,” referiu no seu último livro Idiot Brains (“Cérebros Idiotas”).

A teoria diz que se ouvirmos algum boato ou mexerico após o consumo de uma certa quantidade de álcool, o nosso cérebro vai codificar o nosso estado ligeiramente embriagado como parte da memória em questão, por isso no futuro será mais fácil aceder à memória se estivermos num estado semelhante.

É apenas neste cenário que o álcool poderá, efectivamente, ajudar a melhorar e memória, por isso não utilize esta informação como desculpa para beber mais 🙂 A moderação é a chave e apreciar é o objectivo.

Imagem de capaviaproductions.org|Fontethedrinksbusiness.com

Deixe uma mensagem!