Empresas usam ADN de clientes para personalizar cerveja

Partilhar por e-mail










Enviar
5
Partilhas

Existe um gene nas papilas gustativas que pode ajudar a determinar as nossas preferências em relação à cerveja e outras bebidas. Algumas empresas já tentam explorar isso e estão a usar pesquisas genéticas para melhorar a experiência dos clientes e lançar serviços personalizados no sector de bebidas.

A cervejaria Meantime Brewing lançou o Meantime Bespoke, um serviço para produção de cerveja a partir das preferências de cada cliente. Em parceria com a empresa de análises genéticas 23andMe, eles verificam o gene TAS2R38 de uma pessoa e identificam o que mais a agrada, como o nível de amargor da cerveja. A partir dessa análise, é oferecida aos clientes a oportunidade de acompanhar o processo de produção na fábrica, para além de uma consulta com Ciaran Giblin, o cervejeiro criador do projecto,

“Os clientes do Meantime Bespoke terão a oportunidade de interferir no processo físico de produção da cerveja, adicionando lúpulo, cevada e testando a mistura”, diz a empresa no seu site. Os custos para o serviço são de £ 25.000 (cerca de € 28.000 ou R$ 110.000l). O pacote inclui uma visita à fábrica para acompanhar a produção, um curso para saber avaliar cervejas e 1,2 mil litros da bebida personalizada.

A lógica também chegou a outras bebidas. Os vinhos da Vinome também são selecionados por ADN. Para fazer o teste genético e criar o perfil junto à empresa, é necessário desembolsar US$ 109,99 (cerca de € 88 ou R$ 352). Com isso, o cliente tem acesso a vinhos seleccionados exclusivamente para ele. É possível comprar pelo site ou fazer uma subscrição e receber garrafas em casa em períodos regulares.

Fonteepocanegocios.globo.com|ImagemMeantime (website)

 

Deixe uma mensagem!