Mártir Pilsen

Mártir Pilsen

Partilhar por e-mail










Enviar
101
Partilhas

Mártir Pilsen

Produzida por MLD Cervejeiros (Portugal)
Estilo: Pilsener
Álcool/vol: 5.2%
Lote 00914


Há algumas noites atrás decidi juntar uns amigos e provar algumas das cervejas em garrafas maiores que tinha na minha garrafeira. Como acontece em provas de múltiplas cervejas, por vezes perde-se um pouco a percepção dos detalhes, não só pelo inevitável álcool, petiscos e camaradagem, mas também porque a capacidade de identificar determinados sabores tende a diminuir quando se misturam vários estilos de cerveja, petiscos, etc. Garanto que é a única “desvantagem” que existe numa noite de provas de cervejas. Mesmo assim farei o meu melhor para descrever a experiência geral que a cerveja proporcionou.

A MLD Cervejeiros é uma marca de cerveja artesanal recente, tal como acabam por ser todas as marcas artesanais portuguesas. Estão sediados em Alfândega da Fé e pretendem criar um produto com o espírito transmontano, que de certa forma represente a história, cultura e os produtos daquela região. Identifico-me muito com essa forma de pensar a marca. A primeira cerveja que lançaram foi esta Pilsen, um estilo à partida mais tradicional e que terá menor influência regional.

Para esta prova (e de outras cervejas) reuni um grupo de amigos com pouco conhecimento de cerveja artesanal, mas que, como qualquer conterrâneo meu, apreciam e muito uma boa cerveja. A opinião generalizada, que partilho, foi de que tratava de uma cerveja agradável de beber. Para mim foi um pouco surpreendente, porque esperava algo um pouco diferente, mas por nenhuma razão concreta. Tinha uma aparência clara, amarelada, um pouco turva, espuma branca. No aroma notavam-se contribuições da levedura e algumas notas cítricas. Corpo leve, frutada – os ésteres produzidos pela levedura fizeram o seu trabalho -, e com uma presença de trigo, se a memória não me falha. O lúpulo introduziu um amargor equilibrado e deixou os restantes sabores terem o seu momento.

Foi agradável bebê-la e isso é o que realmente me interessa numa cerveja. Qualquer um de nós achou-a fresca, leve e uma boa companhia para os petiscos que acompanharam a prova. O tremoço também esteve presente, obviamente.

Já tive oportunidade de transmitir a minha irrelevante opinião aos cervejeiros e dar os parabéns pela iniciativa e trabalho. O mundo da cerveja artesanal pode ser muito gratificante, mas envolve muito trabalho e dedicação.

Mártir Pilsen

Deixe uma mensagem!