Omer Vander Ghinste Cuvée des Jacobins (Rouge)

Omer Vander Ghinste Cuvée des Jacobins (Rouge)

Produzida porBrouwerij Omer Vander Ghinste(Bélgica)
Estilo:Flanders Red Ale
Álc/vol:5,5%

O famoso Convento dos Jacobinos da rua de Saint-Jacques foi construído em 1218 para albergar peregrinos a caminho de Compostela. Omer Rémi Vander Ghinse (o primeiro Omer) ficou hospedado nesse mosteiro por um curto período durante a Primeira Guerra Mundial, e foi lá que teve a ideia de usar o nome do mosteiro numa das suas cervejas.

125 anos antes, os revolucionários franceses ficaram conhecidos como Jacobinos porque costumam reunir-se naquela rua após a Revolução Francesa.

A Cuvée des Jacobins é uma cerveja lambic envelhecida pelo menos 18 meses em barris de carvalho franceses da região de Cognac.


Aparência: vermelha/rubi, limpa, espuma breve.

Aroma: malte, cereja, ligeiramente ácido.

Na boca: muito azeda, quase como sumo de limão, sem doçura suficiente para equilibrar; leve sabor semelhante a cereja e algumas nuances de malte; depois de aquecer um pouco, a acidez parece um pouco menos agressiva e o sabor do malte é um pouco mais realçado, mas continua muito desequilibrada.

Não é definitivamente do meu agrado. É demasiado desequilibrada, com um sabor azedo demasiado intenso. Só costumo gostar de cervejas azedas que têm doce suficiente para manter um certo equilíbrio, o que não é de todo o caso desta cerveja.

Dito isto, penso que a data limite de consumo recomendada já tinha sido ultrapassada há algum tempo, por isso é possível que alguma perda de sabor tenha contribuído para um maior desequilíbrio. Por isso, como já aconteceu no passado, vou tentar repetir esta cerveja um dia, para o tira-teimas (mas não acredito que a minha opinião vá mudar muito 😄 ) .

Cuvée des Jacobins